Brisa Concessão Rodoviária (BCR)

A Brisa Concessão Rodoviária é a principal concessão do grupo Brisa e abrange a “espinha dorsal” do sistema rodoviário português num total de 12 autoestradas.

1 124 km Extensão concessionada
12 Autoestradas
496,9 M€ Resultado operacional

A Brisa Concessão Rodoviária (BCR) foi constituída em 2010 na sequência da reorganização societária do Grupo Brisa o qual detém atualmente 70% do seu capital (os restantes 30% são detidos por diversos investidores luso-brasileiros). A concessão integra 12 autoestradas e foi atribuída em 1972, terminando em 2035.

A rede concessionada à BCR é de 1 123,9 km, incluindo o futuro acesso ao Novo Aeroporto de Lisboa. Com a rede praticamente construída, encontram-se atualmente em exploração direta 11 autoestradas, num total de 1 100,2 km, sendo 1 014,1 km constituídos por sublanços com portagem e os restantes 86,1 Km por sublanços sem portagem. A rede ficará concluída com a construção da A33, correspondente ao acesso ao novo Aeroporto de Lisboa, projeto atualmente sem definição.

A rede cobre o país de Norte a Sul e de Este a Oeste, abrangendo os seus principais eixos rodoviários - corredor litoral e ligação Lisboa - Madrid. Inclui também importantes vias radiais e circulares nas Áreas Metropolitanas de Lisboa e do Porto.

Autoestradas abrangidas nesta concessão

 
A1
 Designação Autoestrada do Norte
km  296,5 km
A2
 Designação Autoestrada do Sul
km  234,8 km
A3
 Designação Autoestrada Porto/Valença
km  112,8 km
A4
 Designação Autoestrada Porto/Amarante
km  51,3 km
A5
 Designação Autoestrada da Costa do Estoril
km  25 km
A6
 Designação Autoestrada Marateca/Caia
km  157,9 km
A9
 Designação CREL - Circular Regional Externa de Lisboa
km  34,4 km
A10
 Designação Autoestrada Bucelas/Carregado/IC3
km  39,9 km
A12
 Designação Autoestrada Setúbal/Montijo
km  29,1 km
A13
 Designação Autoestrada Almeirim/Marateca
km  78,7 km
A14
 Designação Autoestrada Figueira da Foz/Coimbra (Norte)
km  39,9 km
   Designação km 
A1 Autoestrada do Norte
296,5 km
A2 Autoestrada do Sul 234,8 km
A3 Autoestrada Porto/Valença 112,8 km
A4 Autoestrada Porto/Amarante
51,3 km
A5 Autoestrada da Costa do Estoril 25 km
A6 Autoestrada Marateca/Caia 157,9 km
A9 CREL - Circular Regional Externa de Lisboa 34,4 km
A10 Autoestrada Bucelas/Carregado/IC3 39,8 km
A12 Autoestrada Setúbal/Montijo 29,1 km
A13 Autoestrada Almeirim/Marateca 78,7 km
A14 Autoestrada Figueira da Foz/Coimbra (Norte) 39,9 km

 

Estrutura acionista

Após a alienação de 30% em junho de 2015, a Brisa mantém uma participação maioritária nesta concessão (70%).

 Acionistas
Brisa
 70%
Outros investidores
30%
 Acionistas
Brisa  70%
Outros investidores 30%

 

Informação financeira

No exercício de 2015, os proveitos operacionais (não incluindo o crédito associado ao serviço de construção) aumentaram 6,7% para 496,9 M€. O crescimento das Receitas de Portagem está diretamente relacionado com o aumento de tráfego na rede BCR. 

De realçar que mais de 73% destas receitas são colectadas através da Via Verde, mantendo-se a tendência de crescimento gradual deste meio de pagamento. Registou-se também um aumento das receitas relacionadas com a actividade de recuperação (custos administrativos e coimas), decorrente, ainda que de forma indirecta, da intervenção da Autoridade Tributária no processo de recuperação de dívidas de portagem.

Relativamente a investimento, em 2015 foram aplicados 45,1 Milhões de euros na BCR, maioritariamente em obras de beneficiação e reabilitação de pavimentos.